Ligando tudo ao todo

Archive for the ‘TV’ Category

Fumando Espero – A Série

In Cinema, Cultura, TV, Variedades on 3 novembro, 2009 at 7:41 pm
Para abandonar o vício, fumante decide estudar o assunto e fazer um documentário sobre o tema, no qual expõem suas agruras e os vários lados daquela que é considerada a indústria mais letal do século XX e XXI.

O filme de 1h20m de duração consumiu 110 horas de filmagens, transformadas agora numa série homônima, que estreia quarta-feira, às 21h, no Canal Brasil. Captado durante três anos pela diretora, o material inédito que não foi usado no longa-metragem rendeu cinco programas.

A diferença crucial entre o documentário e a série de TV é o posicionamento da diretora, que agora só faz as vezes de narradora da história.


http://www.fumandoespero.com.br/

Fonte: http://oglobo.globo.com/

All You Need Is Love

In Cultura, Internet, Música, Tecnologia, TV, Variedades on 17 agosto, 2008 at 9:20 am

25 de junho de 1967 – data da primeira transmissão de TV ao vivo via satélite. 400 milhões de pessoas de cinco continentes assistiram em tempo real e ouviram All You Need Is Love.

Tudo que você precisa saber sobre Lost em alguns minutos… [ contém spolier ]

In TV, Variedades on 25 abril, 2008 at 10:34 am

Californication a nova novela das oito [ mas com freira liberal ]

In TV on 3 janeiro, 2008 at 4:49 pm
Seria genial entrar gritando em uma igreja, chamando jesus pra porrada e de repente ser abordado por uma freira que está fim de te pagar um boquete, como acontece no primeiro episódio de Californication, mas a vida não imita a arte, é o contrário.

A série toda é muito boa, estava acompanhando com mesmo empenho que dedico aos escritores que gosto. Mas ontem, fiquei decepcionado com o último episódio. Foi tudo muito mecânico, cronometrado. Claro que gostei do fechamento da trama, é o que todos esperavam, mas ficou mais parecendo final de novela.

Então, enquanto eu não acho a tal freira por aí [ não que eu a esteja procurando, mas sei-lá, nunca se sabe ] fico no aguardo da segunda temporada.

Debate sobre animação brasileira

In Animação, TV on 20 dezembro, 2007 at 11:39 pm
Assisti agora pouco na TV Câmara [ sim, eu assisto a TV Câmara ] um debate sobre animação brasileira com a participação de Maurício de Souza.

Destaque para a discussão do projeto de lei que discute cotas para desenhos animados na televisão brasileira.

Abaixo release do programa:

“São muitas as gerações de crianças brasileiras que cresceram vendo desenhos animados na TV. Do Mickey e do Pica-pau às mais recentes produções japonesas, quase não sobra espaço para o desenho nacional. Por que isso ocorre? O que fazer para mudar essa realidade?

Essas e outras questões serão debatidas nesta quinta-feira (20), às 22h30, no programa VER TV, uma parceria da TV Câmara com a TV Brasil. Os convidados são o deputado Vicentinho (PT-SP); Ale McHaddo, Presidente da Associação Brasileira de Cinema de animação (ABCA); e o desenhista Maurício de Sousa, criador da turma da Mônica.

Maurício de Sousa
Os quadrinhos de Mauricio de Sousa têm fama internacional. Desde os anos 60, foram adaptados para o cinema, a televisão e para os vídeo-games, além de terem sido licenciados para comércio em uma série de produtos com a marca dos personagens. Em 1970, foi lançada a revista Mônica, já com tiragem de 200 mil exemplares. Foi seguida, dois anos depois, pela revista Cebolinha e nos anos seguintes pelas publicações do Chico Bento, Cascão, Magali, Pelezinho e outras.

Nos anos 80, com a invasão dos desenhos animados japoneses, os quadrinhos de Mauricio de Sousa perderam mercado e o desenhista decidiu abrir um estúdio de animação, a Black & White, com mais de 70 artistas. Já relizou oito longas-metragens.

VER TV, um programa para quem gosta de televisão.
Realização da TV Câmara e da TV Brasil, com apoio da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, semanalmente, o VER TV coloca em discussão as funções da televisão, a programação, os avanços tecnológicos e as questões éticas de uma TV de qualidade, comprometida com a cidadania.

O programa é apresentado por Lalo Leal, sociólogo, jornalista, professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). Ele é pesquisador na área de políticas da comunicação, autor dos livros “Atrás das Câmeras – Relação entre Estado, Cultura e Televisão”, “A Melhor TV do Mundo – O modelo britânico de televisão” e “TV sob controle, a resposta da sociedade ao poder da televisão”.
Contato: vertv@radiobras.gov.br / joana.praia@camara.gov.br
Reapresentações: sábado (5h, 9h30), domingo (11h), segunda (4h), terça (5h30)

Como sintonizar a TV Câmara
A TV Câmara pode ser sintonizada no canal 27 em UHF no Distrito Federal e nos canais 14 da NET (no DF), 113 da Sky Net, 16 da TECSat, 235 da Direct TV, 67 da TVA (grande São Paulo) e por antena parabólica em todo o País. Na Internet, a TV Câmara pode ser assistida ao vivo.”

Para assistir pela Internet, acesse:
http://www.tv.camara.gov.br/

TV Livro Gratuita

In Internet, Literatura, TV on 17 dezembro, 2007 at 8:26 pm
Com a proposta de vincular e produzir, gratuitamente, vídeos sobre literatura na Internet, a TV Livro já está no ar.

“A iniciativa busca interagir com o internauta, levando informações e curiosidades sobre o mundo literário. Uma equipe de estagiários da USP, Mackenzie (Jornalismo) e Cásper Líbero (Rádio e TV) está à frente do projeto sob a coordenação do editor João Scortecci e da bibliotecária Maria Esther M. Perfetti.”

Informações no site www.tvlivro.com.br ou pelo e-mail: tvlivro@tvlivro.com.br.


Hugh Laurie [ House ] lança livro policial

In Literatura, TV on 13 dezembro, 2007 at 9:54 pm
Além de atuar e tocar teclados na Band from TV, Hugh Laurie ainda tem tempo para escrever. “O traficante de armas”, seu primeiro romance, disponível nas livrarias de Portugal.

O “Dr. House”, estreia-se na literatura com um thriller policial onde mistura suspense e comédia.

Crítica:

“A mistura de comédia e suspense com que Hugh Laurie nos brinda tem momentos verdadeiramente hilariantes”.

Publishers Weekly

sinopse:

Thomas lang é um ex-polícial que se tornou um mercenário. Um dia recebe a visita de um tal McClusky, que lhe oferece cem mil dólares para assassinar Alexander Woolf, um empresário americano com negócios na Inglaterra e Escócia. Indignado, Lang recusa o trabalho e decide avisar a vítima para o perigo que corre, em vez de matá-la: uma boa ação que não ficará impune.

A partir do momento em que o protagonista entra em contato com a família Woolf ver-se-á imerso num turbilhão de mentiras, corrupção e violência, que o obrigará a esmagar umas quantas cabeças com a estatueta de um Buda, a medir o seu engenho com multimilionários malvados e deixar a sua vida (entre outras coisas) nas mãos de um grupo de femmes fatales.

Hugh Laurie apresenta-nos um engenhoso e ácido romance que fará as delícias não só dos seus fãs, mas também de todos os leitores ávidos por enredos originais e cativantes.

Fonte: http://www.asa.pt/

House [ Hugh Laurie ] cantando You Can’t Always Get What You Want

In Música, TV, Variedades on 9 dezembro, 2007 at 6:27 pm
Eu disse que de vez em quando eu colocaria um vídeo aqui [ só pra embolar o meio de campo ] e ficou muito massa essa versão. Cara, acredite, ficou demais.

conheça Band from TV :

“Greg Grunberg é mesmo um herói de verdade! Além de interpretar o nosso querido Matt Parkman em Heroes, ele também organiza ações para ajudar os mais necessitados – como o recente leilão das obras de Tim Sale para ajudar a Epilepsy Foundation.

Mas tem mais! Entre as gravações de Heroes, Greg arrumou tempo de se juntar a ninguém menos que o Dr. House (Hugh Laurie) e outros astros da TV americana para formar a… Band from TV!

Prestes a lançar seu CD/DVD, o objetivo da banda é arrecadar fundos para diversas instituições de caridade e assim, salvar o mundo!

Visite aqui o MySpace dos caras .”

A voz do House é demais!

Fonte: http://www.yabu.com.br

Síndrome de Peter Parker – Novamente o sacrifício do herói

In História em Quadrinhos, TV, Variedades on 7 dezembro, 2007 at 10:26 pm
Falando não somente do entretenimento, mas principalmente como apreciar os roteiros e analisar como as tramas são montadas, destaco três séries realmente bem escritas que estão em exibição atualmente.

Rescue Me

Sinopse:
O bombeiro recentemente divorciado Tommy Gavin (Denis Leary), está lidando com o medo do seu serviço e sentimentos difíceis por ver sua ex-esposa saindo com outro homem. Para vigiar de perto sua ex-esposa e seus Três filhos, ele se muda para a casa do outro lado da rua. Além das inexplicáveis visões e conversas que ele tem com pessoas que ele não pode salvar.

spoiler
.
.
.
Tudo acontece rápido de mais, em um único episódio Tommy volta com a ex-mulher, seu único filho homem morre atropelado, ele se separa novamente da ex-mulher e no episódio seguinte descobre que o outro homem com quem ela está saindo é o seu irmão.
.
.
.

Californication

Sinopse: David Duchovny (Arquivo X) é o escritor Hank Moody que luta contra o fato de ter estragado as melhores relações que construiu em sua vida: sua ex-namorada (Natascha McElhone ) e sua filha. Viciado em sexo, drogas e em uma vida sem regras Hank Moody tenta recuperar a paixão de sua ex-namorada e entender o crescimento sexual da filha. Entre uma cama e outra Hank Moddy precisa voltar a escrever, mas o que lhe resta é o blog de uma revista da Califórina.

Preciso dizer mais alguma coisa?

House

Sinopse: um seriado médico diferente dos demais como E.R. ou Grey’s Anatomy. O protagonista é um brilhante diagnosticador, Dr.Gregory House (Hugh Laurie). Para quem já o conhece não se assustaria com mais uma de suas respostas sarcástica. House é diferente, anti-social, irônico e infeliz que consegue revelar a verdade de seus pacientes com métodos nada convencionais.

As três séries convencem pelo roteiro, nada de dramas chochos. House ainda utiliza o método antigo de série, onde cada caso é resolvido em um único episódio, mas a linha de vida do personagem segue adiante. destaque para os diálogos entre House e Wilson.

Em Californication há uma cena em que Duchovny substitui um amigo em uma mini-palestra para alunas sobre o ofício de escrever profissionalmente e diz: “vocês não vão querer ser escritores, é como ter lição de casa todos os dias”.

E o que dizer de Rescue Me? Tommy consegue ser mais azarado que [ até então ] o maior dos azarados: Peter Parker.

Por que deste post?

Acredito que são exemplos bem claros e muito bem construídos sobre o sacrifício do herói. Tema recorrente para mim.

Depois de um bom tempo voltei a ter coragem de ler Homem-Aranha e tive uma grata surpresa com obra Homem-Aranha: Reino.

Homem-Aranha: Reino

sinopse: O Cavaleiro das Trevas do Homem-Aranha: é o que os fãs e autores do Teioso estão falando da minissérie Spider-Man: Reign – Homem-Aranha – Reino (ou Potestade, como foi chamado aqui no Brasil pela editora Panini Comics).

Passada 35 anos no futuro, a mini em quatro capítulos mostra Peter Parker após pendurar as teias. Mas um evento inesperado vai fazer ele relembrar o lema com grandes poderes vêm grandes responsabilidades.

Na descrição da Marvel:

Uma marcante visão do futuro do Homem-Aranha, criada pelo superstar Kaare Andrews.

Eles conseguiram. Colocaram-nos contra a parede. A turma das capas e roupas coloridas – não há mais lugar para eles em Nova York. Peter Parker? Ele nem lembra como era vestir-se de vermelho e azul e balançar pela noite. Nem quer lembrar. Afinal, não há mais pelo que lutar, não é? Até que um velho amigo bate à porta de Peter, carregando um pacote e uma mensagem – e tudo muda. Se a responsabilidade não é de Peter, de quem é?

Kaare Andrews é o responsável pelas belíssimas capas com fotografia e ilustração do Aranha e do Hulk. Além disso, escreveu e desenhou Doctor Octopus: Year One (inédita no Brasil) e uma ótima história intimista sobre crianças fãs do Aranha publicada por aqui em Homem-Aranha #16 (Panini).

Spider-Man: Reign se passa num futuro alternativo. Peter Parker está reduzido a um corpo franzino e cabelos brancos, e vive atormentado pelo fantasma de Mary Jane. Não há mais super-heróis nas ruas de Nova York, e um prefeito populista está implementando um sistema de segurança que fechará a cidade para o resto do mundo. As coisas mudam para Peter quando um velho amigo bate a porta e lhe entrega sua antiga máscara.

Claramente baseado em O Cavaleiro das Trevas – o escritor e artista Kaare Andrews até assume um estilo de desenho que lembra o clássico futuro alternativo de Batman concebido por Frank Miller – Reign já causou alvoroço, inadvertidamente, há alguns meses, quando a capa da primeira edição caiu na internet. Ela mostrava o Aranha abraçado ao túmulo de Mary Jane, mas não se especificava que se tratava de uma história sobre um futuro alternativo do herói.

Muito drama, eu sei, mas todos muito bem escritos. Acho que é o que importa, afinal.

Ginga – Software livre brasileiro para TV digital está pronto

In Código Aberto, Tecnologia, TV, Variedades on 29 novembro, 2007 at 1:43 pm

“O sistema nipo-brasileiro de TV digital pode estrear em 2 de dezembro sem seu único componente genuinamente brasileiro. De tudo que foi desenvolvido aqui, somente o Ginga, nome dado pelos pesquisadores locais ao software de interatividade, entrou na especificação final. Mas as chances são pequenas de ele estar presente nos equipamentos que serão vendidos no lançamento. O ministro das Comunicações, Hélio Costa, já descartou a interatividade nessa primeira fase. A interatividade permite serviços parecidos com a internet na televisão, como consulta de informações e compras.

Boa parte da indústria não está empolgada com o Ginga, chegando a dizer que ele não existe. Os pesquisadores querem provar que não é verdade, e marcaram para 3 de julho, no Rio, um evento em que haverá a demonstração do software completo, rodando em um conversor. O consumidor deve ficar atento, pois corre o risco de levar para casa um equipamento incompleto, sendo obrigado a trocá-lo em poucos meses, quando forem lançados os conversores com interatividade.’O Ginga está pronto’, afirmou o professor Luiz Fernando Soares, da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. ‘Nossa resposta será dada no dia 3.’ O Ginga é um middleware, software que tem o papel de garantir que as aplicações interativas irão funcionar nos televisores e conversores de todos os fabricantes. No evento da semana que vem, parte do código do Ginga será aberto, o que significa que as pessoas poderão estudá-lo, usá-lo e modificá-lo sem o pagamento de licenças, como acontece com o sistema operacional Linux.”

Por Yan  no http://br-linux.org referência / Fonte: (estado.com.br).

 

Freddie Mercury – Reportagem Fantástico December 1991

In Música, TV, Variedades on 22 novembro, 2007 at 7:53 am

91 foi um bom ano pra mim. Lembro-me que na segunda-feira seguinte essa reportagem foi assunto na escola. Foi a primeira vez que ouvi The Show Must Go On e quase chorei. Eu disse quase.

No fim da reportagem passa o clipe.

The show must go on

Empty spaces – what are we living for
Abandoned places – I guess we know the score
On and on, does anybody know what we are looking for…
Another hero, another mindless crime
Behind the curtain, in the pantomime
Hold the line, does anybody want to take it anymore
The show must go on,
The show must go on
Inside my heart is breaking
My make-up may be flaking
But my smile still stays on.
Whatever happens, Ill leave it all to chance
Another heartache, another failed romance
On and on, does anybody know what we are living for?
I guess Im learning, I must be warmer now
Ill soon be turning, round the corner now
Outside the dawn is breaking
But inside in the dark Im aching to be free
The show must go on
The show must go on
Inside my heart is breaking
My make-up may be flaking
But my smile still stays on
My soul is painted like the wings of butterflies
Fairytales of yesterday will grow but never die
I can fly – my friends
The show must go on
The show must go on
Ill face it with a grin
Im never giving in
On – with the show –
Ill top the bill, Ill overkill
I have to find the will to carry on
On with the –
On with the show –
The show must go on…

H. M.

Merda no Iraque? Marquetingue Politicamente Incorreto

In TV, Variedades on 21 novembro, 2007 at 8:43 am

Shop Shop turne – Carro

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=F698J55aT4M&rel=1″>

Shop Shop Turne – Tênis

Shop Shop Turne – Garrafa Pet

H TV

In Internet, TV on 21 novembro, 2007 at 7:48 am

Pra não embolar o meio de campo do blog [ gíria de futebol é o que há ] resolvi colocar os vídeos que acho relevantes por algum motivo em alguns assuntos no link H TV.

P.S.: eventualmente posso postá-los aqui só pra embolar o meio de campo…

The Late Late Show – Interview with the Sex Pistols

In Música, TV, Variedades on 21 novembro, 2007 at 7:25 am

King pela manhã

In Literatura, TV on 20 novembro, 2007 at 11:27 pm

Quem sabe? Los Hermanos

In Música, TV on 20 novembro, 2007 at 11:17 pm