Ligando tudo ao todo

A Fábula: Cidade dos Desgraçados – 2001

In Código Aberto, Creative Commons, Direito Autoral, Ebook, Internet, Literatura on 31 outubro, 2007 at 4:10 pm

Download:

– Espere a página carregar e procure o link: Download file.

Link alternativo

A Volta para casa pode ser um inferno

“Esperamos pela luz mas contemplamos a escuridão.”
Isaías 59:9
Neste livro Hugo Maximo demonstra seu domínio sobre o romance de suspense, com fortes componentes visuais, o que nos faz refletir sobre as possibilidades de apresentação cinematográfica, que o transformaria num filme de terror.

A obra transpõe os limites da realidade e nos conduz totalmente a uma dimensão surreal onde se trava uma batalha entre o bem e o mal, entre a fragilidade humana e o poder das trevas.

A trama muito bem urdida mantém o sobressalto até o último capitulo e a leitura como que nos faz reféns ao lado dos personagens, solidarizando‑nos com eles e sentindo os horrores que enfrentam.

Classificando‑o como fábula, o autor nos incita a decodificação de um conteúdo polissêmico, portanto altamente metaforizado. A Cidade dos Desgraçados contém ingredientes insólitos e nos coloca frente a frente com nossos limites.

A trama traz à tona a questão do da acomodação e do servilismo diante do poder maior e do medo ao mesmo tempo em que demonstra a capacidade humana de superação do ceticismo e do medo. E é esta superação a única forma de salvação.

O suspense em que a trama mantém o leitor é digno dos mestres deste estilo.

Yedda de Castro Brascher Goulart
Escritora Mestre em Letras – UFSC

* Esta crítica saiu na época em que o livro foi publicado pela Editora Hemisfério Sul, no Jornal Balainho, Florianópolis, 2001.

Trecho do livro:
— A cidade não é mais a mesma — expelia a fumaça tragada enquanto falava, parava para tragar novamente e depois voltava a falar. — As trevas aumentam a cada dia. Já não sei em que ano estamos, tentei ir embora e por isso me bateram. Ninguém sai, e quem entra não vive muito tempo… nem sei dizer como conseguiu entrar na cidade… talvez eles quisessem você aqui.
— Eles quem? — perguntou Daniel, mas o velho não lhe deu ouvidos e continuou tragando e falando, olhando para o vazio como se assistisse a algum filme.
— Você não sente? Não vê que estamos no verão, mas no entanto faz frio? As trevas são frias… hipnotizam!
As pessoas de fora que vem para a cidade não percebem nada, agem como se não vissem o céu cada vez mais escuro… o sol cada vez mais fraco, e as pessoas daqui também. Só algumas percebem, mas não conseguem sair… são as trevas… as trevas roubam o calor da luz e o transformam em frio, como se o diabo tivesse aprendido a usar o poder de Deus contra ele mesmo.
Silêncio.
— De quem você está falando? Quem são eles?

Download:

– Espere a página carregar e procure o link: Download file.

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil. Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/br/ ou envie uma carta para Creative Commons, 171 Second Street, Suite 300, San Francisco, California 94105, USA.
Anúncios
  1. Olá!Li a “Cidade dos Desgraçados” e achei muito bom. Personagens carismáticos, ação e suspense bem dosados que nos prendem. A reviravolta final foi ótima. Parabéns!Alex NeryBelém-Paaneryhq@yahoo.com

  2. Que bom que gostou, Alex, obrigado pelo retorno! Obrigado mesmo. mantenha contato!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: